26
Ter, Out

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Galgo silêncio, salto

Limites, alço-me ao ouvi

Sobre desamparo uivo vivo grito surdo

Candura do abismo toco apalpo, acuo

A beira do precipício (inocente borda me abisma)

Vejo o cismo quando ardo sobre muro

Medito cada minuto que humilho (o mais me alenta)

Olho o fôlego (seu périplo pela laringe cilindro de som)

Passos de queda trilho

Sou poema escuro estribilho unjo

Sujo as rotas rotas do mundo.

Sonambula vértebra

E lento omoplata trago

Para liça do discurso

Combato o dado com escudo do sintagma

E riste da alma.

Murilo Gun

 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS