25
Sáb, Set

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O leitor de poesia – por vício ocupacional

Do texto parnasiano (sobrevivente inusitado)

que aqui se chamou de romântica

tende (ou continua) a procurar conceitos

no poema e não imagens. Então, quebra a cara.

Escorrega, desliza pela página como um parque

Aquático

Passa ridículo. Segue em, branco, longe da verdade.

Por isso a poesia detém sua verdade.

Ínsita, soberana, peculiar (apodítica).

A atitude desse leitor ignato

É decifrar conceitos (e se embasbacar com imagens)

Descobrir definições, fechar silogismos.

É viciado em exegese, como um advogado. Por

Instinto ou definição.

Busca o sabor da ostra poética

Sobre a crosta. O acepipe lógico.

O bônus gramatical. Coitado!

Murilo Gun

 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS