25
Sáb, Set

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

“Finalmente, neste reencontro com Pernambuco artístico-literário, fiquei conhecendo “Os Poetas da Rua do Imperador”, grupo de artistas constituído, sobretudo, de poetas,

e que se propõe a estimular o trabalho de escritores e artistas da nossa Confederação do Equador. Vale falar nesse grupo de idealistas, quase todos trabalhando na Rua do Imperador, no Recife. Vale falar neles pela chama que carregam, pela vontade atroz que alimentam na sua vocação e na compreensão de seu papel, de sua consciência e do mundo, refletindo-o ou procurando refleti-lo na obra que estão construindo. O saber, o conhecer e o dizer a verdade do mundo em que vivem são a musa inspiradora desses artistas. Tomara que prossigam em seu movimento para podermos comemorar sua fortuna como o fazemos agora com o Movimento Armorial”.
“A célula inicial dos “Poetas da Rua do Imperador” é formada por Paulo Bandeira da Cruz – o guru do grupo, papel que Suassuna desempenhou no Movimento Armorial – Vital Corrêa de Araújo (sobre quem já falei neste espaço), Iran Gama, Alberto Lins Caldas, Ligia Celeste (pintora), Mário Hélio e Sílvio Roberto de Oliveira (geólogo e poeta, premiado em 1982, pela Academia Pernambucana de Letras), além do maior deles, Marcus Accioly”. “Paulo Bandeira da Cruz, homem de intensa vida cultural, é jurista, jornalista
conhecido no Recife com diversos livros publicados. Sabe muito bem poetar e dizer a poesia daquele mundo de lá. Alberto Lins Caldas tem 23 anos, livros publicados e
premiados, além de marcante vida jornalística-literária nos jornais do Recife. Iran Gama, recifense da safra de 1943. Todos me foram “apresentados” por Vital Corrêa de Araújo”.

Murilo Gun

 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS