26
Ter, Out

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

De trêmulos espelhos feito o mundo

vida, de apanágios escuros

tempo, de sal e do líquor do trânsito

flores, de vidros do céu.

Pela relva dos lábios amados circules

entregue aos demônios do corpo todos

à estremadura dos desejos... no gozo

(líquido ou não) está a ressurreição da carne.

É unânime sentir o outro em si.

Morrer d’amores poliédricos e escassos.

Quando oro a uma racha num coito

percorro, percorro, percorro

toda a geografia do ventre, pois

sei que ao sul dele está meu porto.

A uma ilha de insolitude irei

me desmorrer quando a hora soar

como um sino surdo ou a luz

gorar nos meus olhos onde boiam

verdes desejos ainda.     

 

Murilo Gun

 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS