13
Sáb, Ago

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Vês répteis amendoados

pele de cristal mortífero

asas metafísicas

a penugem das axilas

lábio de cicuta encarnada

 

rastejando nas selvas cínicas

tremulando na relva acrílica

bafejando chão das rinhas

sobre crótalo que aurora inaugura

garimpando átimo de silêncio

seixo escuro (e gerúndios)

do dorso do inóspito

extraindo o poema e a clareira

da palavra liberdade

mesmo que seja tarde (para a poesia).

 

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS