destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Dido é aurora feita de fumo e dor

é ardência de treva, injustiça de longe

impuro fruto do amor (sem pena).

 

Dido é a madrugada que me alaga

é a ventura que me viola

a abandonada bela (e salvífica)

é irmã do meu tormento.

 

Eis o ardor do meu destino

Dido abandonata.

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 

REVISTAS E JORNAIS