29
Qua, Jun

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Só a anjos, não a poetas os fervores

do mundo se concedem.

A cada ângulo de nada um canto desata.

 

Ferve a veia a cada náusea.

 Aqui se sepultam portos, estrelas, sinas.

 

Jardins são dolorosos

capulhos podres.

 

Nenhum rosto é conhecido.

Só conhecemos máscaras.

 

Argentinas notas esplendem como moedas falsas.

Rosas, logo, murcham.

 

A estâncias de luz não chegarás (leitora)

antes, cegarás.

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 

REVISTAS E JORNAIS