29
Qua, Jun

destaques
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Sem eternidade ou retorno (dela)

o tempo humano é repetitivo, tedioso, inútil

entediante – só sexo, droga e música sertaneja

distraem inutilmente.

O tempo é inconsciente... e decorre

aos saltos no sentido anti-horário

na direção do passado (onde a morte existe)

pois é passamento, passar impassível.

O tempo é cíclico e sequela

vai (passa sem demora) do presente ao futuro

em direção ao passado. O tempo é falso.

O tempo preme, comprime, dilui-se

é premente e verdadeiro.

O tempo é tudo, só não é dinheiro.

Dai, não existirem bancos de tempo

(ou depósito de horas).

Caso contrário, contêineres transportariam

cargas horárias crônicas mares afora

em espaçosos comboios ou naus de átimo.

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 

REVISTAS E JORNAIS