27
Sáb, Nov

Ensaios
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O poema absoluto é uma cadeia de significantes que inecessita de significados. Que indesigna (não referencia) e ressignifica, isto é, nada denota. É mais ícone que índice. Corrente descontínua e progressiva, cujos elos são signos. Não interessa ou vale (nada) saber o que o signo (na cadeia dos significantes) significa. Porém, saber a que outro signo na cadeia viva poética ele remete ou que outros signos, ou elos dessa corrente, a ele se acrescentam, formando o poema uma rede sem começo nem fim.

Uma cadeia inacabada de signos sem significados meramente dicionários ou comuns, ordinários, vividos no cotidiano prosaico, é o poema absoluto.

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS