08
Seg, Ago

Poemas
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Se o brilho do abismo te atraia

leitora implícita e cúmplice

não decepciones esse irmão

que oferece mais que estrelas

furadas para teus olhos largos

que te doa luz profunda

para teus sonhos escuros.

 

Agora, que és pastor de sombras

com teu cajado cego buscas estrelas

a eterna manada da noite te pertence.

Agora, que o acaso é teu rumo

teu porto a dor

qualquer pedra teu caminho

agora, és-me sim.

 

A inesperada morte áspera espera.

Os últimos leões de Menelau

rugidos de pedra lançam

na noite infiel.

 

Do porto icônico de Áulis

cais apedreja último instante troiano.

 

Epitáfio para Sagitário:

 

Teu silêncio é de sal mortal.

Tua lã de alumínio pando.

Teu rumor podre.

Cal da eternidade não mereces.

Até a morte tu desonras.

Nenhum brilho terás. Pobre signo rural.

{jcomments on}

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS