27
Sáb, Nov

O conceito poesia absoluta desenvolvi desde 1991. Comecei a montar tal teoria na Venezuela, num velho mosteiro encarapitado em lombo de colina ingremíssima em San Antonio de los Altos, perto de Caracas, onde funciona a UTAL (Universidade dos Trabalhadores da América Latina, obra e direção de um pugilo de heroicos sindicalistas avançados).

Leia mais...

Eu, Vital, e Generoso, Rogério, somos adeptos fanáticos (e de quatro) de Rimbaud, aprendizes eternos desse mago do verbo, de cuja alquimia bebemos, taça de palavras, lautos cálices de metáforas que nos sorvem, de cujo trago nos embriagamos como gambás ou místicos ante brinde de ascese tão sublime.

Leia mais...

Não sou crítico literário felizmente. E não o sendo posso trabalhar livremente meus conceitos e preconceitos (estes em número bem maior que aqueles) sobre poética, tal como a vejo, sinto dever ser. Como são parcos os críticos e mesmo parciais em sua “parquidade”.

Leia mais...

Paulo Melo é um poeta defensor da natureza. Ou seja, sua natureza humana é autêntica e consequente, à diferença de bilhões de outros, totalmente inconscientes de que o meio natural que habitam, de que somos egressos e que é a garantia da vida humana deve ser preservado acima de quaisquer condições.

Leia mais...

O poema absoluto, em termos de significado, em face dos significantes que espalha na página, oferece, aos olhos leitores e à mente de quem os percorra, um movimento em ziguezague.

Leia mais...

Vital Corrêa de Araújo

 A tormentosa personalidade de James Joyce, autor do romance mais importante do século 20 – Ulisses, e os graves impulsos que moveram sua alma vieram à tona da realidade, em 1992, com a abertura ao público das cartas, que permaneceram em quarentena por 50 anos, relativas ao seu caso íntimo com sua filha Lucía Joyce.

Leia mais...

Mais Artigos...

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS