13
Dom, Jun

EDITORIAL ABSOLUTO PARA O JORNAL O MONITOR

Tales de Mileto foi, pode-se dizer, o primeiro filósofo e físico. A filosofia era a física da época. Que época? Milanos antes de Cristo. Mileto, próspera cidade da Ásia Menor, ilha do mar Egeu, pertencia à Grécia mais antiga.

Leia mais...

EDITORIAL ABSOLUTO PARA O JORNAL O MONITOR

A Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas é formada pela OAB, CNBB, Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, Plataforma dos movimentos sociais pela reforma do sistema político e outras 97 entidades da sociedade civil.

Leia mais...

Encontrei uma geometria azul numa tarde de maio comum. O termômetro da Santo Antônio em dígitos astigmáticos indicava 21 graus célsius. Já conheci diedro ébrio. E hipotenusa zarolha. Mas. Tentei tangenciá-la com cuidado.

Leia mais...

Rogério Generoso

Por que a predominância, na poética do século XX (Perse, Montale, Seferis, Quasímodo, Elithis – todos prêmio Nobel pela obra poética) do hermetismo, ou o que torna a poesia indizível.

Leia mais...

Gosto de contemplar o silêncio. Adoro quando ele me dá bolas. O silêncio só é masculino gramaticalmente. Gozo com o silêncio. É meio maluco isso, mas é verdadeiro. Ele é perfeito, tem curvas, nada suaves, é algo lúbrico até, é felino e indomável o silêncio.

Leia mais...

Vital Corrêa de Araújo

A poesia (neopos)moderna foi impressionista. Poética era a realidade que (im)pressionasse (a alma ou os olhos d)o poeta de metáforas sucessivas, isto é, mutabilíssimas porque impressões.

Leia mais...

Cláudio Veras

O poeta mergulha na bateia de imagens da verdade incompreendida, do sentido perdido das palavras banalizadas, alienadas e coonestadas pela empresa da usura verbal, pela busca do material prazer: não da verdade que jaz passiva, ao pé do homem ajoelhada como uma carola qualquer, mas daquela que nem o traço nem a tinta realçam (porque o desenho é impotente para domá-la).

Leia mais...

Cláudio Veras (de Heidelberg - Alemanha)

especial para O Monitor

Vital Corrêa de Araújo é um poeta de leitores infiéis que rompeu com as normas vigentes da poesia de 1980 a diante e não mais se encontrou com os poetas da época. Até hoje a distância aumenta. Exemplo: Crepúsculo do pênis: capa, tema, poema.

Leia mais...

Vital Corrêa de Araújo

Num país em que a literatura, a cultura literária, perde espaço progressivamente na proporção direta do progresso material, não surpreende o esquecimento que envolveu o nome (e a obra) de Álvaro Lins, por largos anos, que só agora começou a ser revisitado.

Leia mais...

Essa busca do sentido perdido, que a poesia absoluta procura, como a um graal da palavra, tem por propósito e objetivo vital entranhar ou dificultar o sentido aparente, claro, insofismável, o sentido fácil dado a priori pelo ‘’poeta’’ para agrado ao leitor, pelo poeta que ‘’constrói’’ o poema com a condição de doar sentido que satisfaça leitor elementar, algo composto (que diz ser poema, mas não é) com palavras meridianas que possibilitem o pleno, direto e incontestável entendimento rápido e definitivo, contendo lição de amor, moral, etc.

Leia mais...

Mais Artigos...

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS