28
Dom, Nov

Toda cidade que se preze merece ter seu vampiro. Curitiba, com seu alto IDH não fica atrás. Embora seu vampiro seja eventualmente visto em plena luz do dia aos fins de tarde cascavilhando livrarias, comprometendo sua imagem e confundindo-o com o morcego, primo próximo, de hábitos similares, mas frugívoro e socialmente bem aceito.

Leia mais...

O poeta comum observa pelo menos três estágios para construir um poema. Em primeira instância, a poesia existe no objeto em que se encrava originalmente; depois na mente do escritor e, no terceiro momento, é que ganha forma definitiva textual.

Leia mais...

Por se tratar de tema essencial a Rogério Generoso, o silêncio poético ganha esse destaque. O silêncio é a fonte a que regressam as palavras. O poema odre que guarda a sede do verbo. Regresso que é partida. A origem do poema é o silêncio original.

Leia mais...

Ainda quando residia no Mosteiro de São Bento e, num ritual meio britânico, às 5 da tarde (sem necessário revérbero em Lorca), bebia sofreguidãomente um café com João Marques – e falávamos sobre o estado da poesia no Brasil.

Leia mais...

Através é inclassificável porquanto aceita e rechaça vária forma ou denominação formal: elegia (à Rilke), odes superpostas, meditação (à Perse ou Cernuda, de realidade e desejo), lirismo desvairado (mas objetivo, o que o torna dialeticamente fundado) e controle verbal extremo (o que permite visualizar e sentir o bloco íntegro e o trabalho estrófico quase arquitetônico); poema em 11 laudas ou estrofes (cada uma relacionada a outra, mas sintaticamente autônomas) ou gesta hínica formando um só (e) grande poema à FP.

Leia mais...

Manoel Neto Teixeira

Vital Corrêa de Araújo, poeta/escritor, com domínio pleno da linguagem, no duplo mister, se enquadra perfeitamente na concepção de que a poesia moderna é mais que uma técnica, uma religião, talvez uma revolução original e definitiva.

Leia mais...

VCA

Roland Barthes dizia ter desejos de haicai, como de sexo ou chocolate, e reclamava do encantamento haicai, que o levava (ao gozo estético) a lê-los diariamente. Detinha uma coletânea haicai, à beira e à mão do criado mudo, disponível nas aulas, também.

Leia mais...

Mais Artigos...

Murilo Gun

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.
 
Advertisement

REVISTAS E JORNAIS